sábado, 5 de maio de 2012

5 de maio de 2012

Este ano, para além de tentarmos celebrar este dia com os nossos colegas portugueses e brasileiros do trabalho colaborativo http://www.nonio.uminho.pt/vooslp3/?p=1023
aproveitámos algumas fotos tiradas na ilha do SAL por um aluno da Secção Portuguesa para partirmos à descoberta deste país que foi colónia de Portugal até 1975. As atividades desenvolvidas foram:

a) elaboração de uma apresentação com fotos da ilha do SAL

b) descoberta da cantora Cesária Évora

c) audição de uma música de Cesária Évora, "Petit Pays"

d) caraterização das gentes e do espaço cabo-verdianos através de um poema de Daniel Filipe

a) CABO VERDE: elaboração de uma apresentação com fotos da ilha do SAL



A ilha do SAL fica no arquipélago de Cabo Verde. Este arquipélago tem 10 ilhas, sendo apenas 9 as ilhas habitadas Para além do SAL existem estas outras ilhas:
  • ilha da BOAVISTA
  • ilha BRAVA
  • ilha do MAIO
  • ilha de SÃO NICOLAU
  • ilha do FOGO
  • ilha de SANTO ANTÃO
  • ilha de SANTIAGO (Praia)
  • ilha de SÃO VICENTE (Mindelo)
  • ilha de SANTA LUZIA (a ilha desabitada)

A capital de Cabo Verde é a cidade da Praia na Ilha de Santiago que, juntamente com o Mindelo, na Ilha de São Vicente, são as duas cidades principais do País. Até 2005 Cabo Verde contava com 17 concelhos. No primeiro semestre de 2005 foi aprovada pela Assembleia Nacional cabo-verdiana a constituição de cinco novos concelhos, resultando nos actuais 22 concelhos, distribuídos pelas 9 ilhas habitadas do arquipélago.


A atual bandeira de CABO VERDE é a segunda desde que o país se tornou independente em 1975:

Significado da bandeira:
o retângulo azul da bandeira simboliza o mar e o céu que envolvem as ilhas. As faixas, o caminho da construção do país, sendo o branco, a paz que se quer (e se tem conseguido, sendo Cabo Verde um dos países mais pacíficos e uma das democracias mais estáveis da África) e o vermelho, o esforço e a luta. Por último, as estrelas representam as dez ilhas que compõem o arquipélago.

A apresentação de fotos comentada da ilha do Sal tem a trilha sonora "Petit Pays" interpretada por Bernardo Sassetti a solo, no piano. Bernardo Sassetti, pianista português tragicamente desaparecido no dia 11 de maio de 2012. Em recordação do dia da língua portuguesa e deste grande vulto nacional aqui fica a homenagem que a turma de 7º ano criou na sala de aula:


video

b) CABO VERDE: à descoberta da cantora Cesária Évora



Cesária Évora nasceu a 27 de agosto de 1941 e morreu a 17 de dezembro de 2011. Tinha 70 anos. Ficou conhecida como "a diva dos pés descalços" pois era hábito apresentar-se descalça enquanto atuava. Nasceu e morreu no Mindelo, uma ilha de CABO VERDE. Desenvolveu a sua atividades entre 1960 e 2011. As músicas que interpretou levaram-na a vários géneros musicais com destaque para a morna (por vezes foi apelidada de 'rainha da morna') e a coladeira. Podemos, em 2012, que foi a cantora cabo-verdiana que mais sucesso internacional alcançou até hoje.

Detalhes de uma vida:

- os amigos tratavam-na por Cize;
- tinha 4 irmãos;
- o pai, Justino da Cruz, tocava cavaquinho, violão e violino;
- em jovem viveu com a avó que tinha sido educada por freiras o que explica que mais tarde não tenha muita consideração pela moralidade excessivamente severa;
- começou a cantar muito cedo na cidade em que vivia; aos 16 anos começa a cantar em bares e hotéis; aos 20 anos tornou-se cantora da companhia de pesca Congelo;
- em 1975, com a independência de CABO VERDE e alguns problemas pessoais e financeiros, deixa de cantar para sustentar a família;
- durante 10 anos (1975-1985) luta contra o alcoolismo;
- Bana (cantor e empresário) vai trazê-la de regresso ao mundo da música e um francês convence-a a ir para Paris onde acaba por gravar um disco, "La diva aux pieds nus"; outros discos se seguirão e acaba por ficar a residir na capital francesa;
- em 2004 recebe o prémio Grammy para o melhor álbum de world music contemporânea;
- em 2009, recebe do Estado francês a Légion d'honneur;
- em setembro de 2011, anuncia o fim da carreira por problemas de saúde.

(trabalho baseado em http://pt.wikipedia.org/wiki/Ces%C3%A1ria_%C3%89vora)


Links sobre a "diva dos pés descalços"

http://cesaria-evora.blogs.sapo.cv/

http://cesariaevora.sapo.cv/

http://www.cesaria-evora.com/?lang=pt

http://www.mindelo.info/_disco_cesaria.php (francês)

http://www.ladepeche.fr/article/2009/02/09/537750-legion-d-honneur-pour-cesaria-evora-diva-aux-pieds-nus-et-a-la-voix-d-or.html (francês)

http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/lazer/musica/morreu-cantora-cesaria-evora

http://www.publico.pt/Cultura/cesaria-evora-termina-a-carreira-aos-70-anos-1513314

http://www.publico.es/412785/las-ultimas-palabras-de-cesaria (em espanhol)

http://www.cesaria.info/ (francês)

c) CABO VERDE: audição de uma música de Cesária Évora, "Petit Pays"




Letra da música:

La na cêu bô ê um estrela

Ki catá brilha

Li na mar bô ê um areia

Ki catá moiá

Espaiote nesse munde fora

Sô rotcha e mar

Terra pobre chei di amor

Tem morna tem coladera

Terra sabe chei di amor

Tem batuco tem funaná

Espaiote nesse munde fora

Sô rotcha e mar

Terra pobre chei di amor

Tem morna tem coladera

Terra pobre chei di amor

Tem batuco tem funaná

Oi tonte sodade

Sodade sodade

Oi tonte sodade

Sodade sem fim

Espaiote nesse munde fora

Sô rotcha e mar

Terra pobre chei di amor

Tem morna tem coladera

Terra pobre chei di amor

Tem batuco tem funaná

Petit pays je t'aime beaucoup

Petit petit je l'aime beaucoup



Glossário:

MORNA (nome feminino)
1.(Cabo Verde) canção popular de Cabo Verde, de andamento lento e carácter sentimental, interpretada ao som da viola e do cavaquinho.
2.(Cabo Verde) dança popular executada ao som desta canção.

COLADEIRA (nome feminino)
1.música tradicional de Cabo Verde, de ritmo acelerado, dançada por pares
2.dança acompanhada por essa música
3.Cabo Verde mulher que, nas festas regionais, brinca ao som de tambores ou que bate palmas e canta
(Do crioulo koladéra, «idem», de kolâ, «exibição popular com meneios e requebros»)

FUNANÁ (nome masculino)
1.música típica de Cabo Verde, de andamento muito rápido, em que o vocalista improvisa versos, acompanhado por concertina enquanto outro faz acompanhamento rítmico com ferrinhos, podendo os presentes cantar respostas corais ao vocalista
2.dança que essa música acompanha
(Do crioulo funanâ, «idem»)

in www.infopedia.pt, consultado a 5-5-2012

d) CABO VERDE: caraterização das gentes e do espaço cabo-verdianos

O manual de 6º ano, Na Ponta da Língua da Porto Editora, propõe para análise um texto de Daniel Filipe, um poeta cabo-verdiano, que nos permite perceber melhor onde e como vivem as gentes de CABO VERDE. Foi o que a turma de 6º ano viu e ouviu na sala de aula (a leitura expressiva do poema é proposta do cd que acompanha o manual adotado):

ROMANCE DE TOMASINHO-CARA-FEIA, Daniel Filipe


video

quinta-feira, 5 de maio de 2011

5 de maio de 2011

O dia 5 de maio de 2011 foi celebrado com as turmas de Portugal e do Brasil através da construção de estrofes construídas pelas turmas envolvidas no projeto colaborativo VOOS EM LP2.

quarta-feira, 5 de maio de 2010

5 de maio de 2010

O dia 5 de maio de 2010 foi celebrado com as turmas de Portugal e do Brasil através da construção de estrofes construídas pelas turmas envolvidas no projeto colaborativo VOOS EM LP.